Bestiário: Selako

Fichas de 3 espécies de selako + uma nova arma, a espada koa (feita com os dentes das feras), divirtam-se. Valeu Quaresma pelas dicas na ficha do atroz.

Os mares de Arton são habitados por toda sorte de peixes, mas um grupo de peixes cartilaginosos se sobressai como os grandes predadores do mar, páreos apenas para os monstros marinhos (como krakens, dragões e serpentes marinhas).

Adaptados para caçar nos mares, os selakos (como são conhecidos os tubarões de Arton) são temidos por marinheiros de todos os mares, e as espécies maiores são conhecidas por sua violência e sede de sangue.

As escamas dos selakos possuem forma de pequenos dentes, aumentando a hidrodinâmica de seus corpos. O olfato é apurado, podendo detectar uma gota de sangue até 2 Km de distância. Por fim, sua enorme bocarra é armada com fileiras intermináveis de dentes, que estão em constante crescimento e troca.

Selakos são comuns em todos os mares. No mar negro possui muitas espécies de traços exóticos (com placas ósseas,  antenas, muitas nadadeiras, etc.), e destacam-se os enormes selakos atrozes vindos das redondesas de Galrasia.s. No mar do dragão, no entorno de Khubar, selakos são respeitados e cultuados pelos habitantes como adversários dignos. Por fim, a Enseada dos Selakos, na costa de Hongari, é conhecida por possuir a maior concentração e diversidade destas criaturas (para horror dos halflings que tentam transportar produtos pelo mar). A enseada também é lar de um  grande reino sahuagin (também conhecidos como homens-selako), que usam estas criaturas como montarias ou animais de caça.

Selako-Serra (ND 1)

Estes selakos de tamanho médio são conhecidos pelo fucinho alongado em forma de uma serra, usado por estes peixes como uma arma mais eficiente que a mordida. Não costumam ser ferozes, mas quando ameaçados, investem contra o inimigo perfurando-o e dilacerando-o com suas lâminas. Estes animais costumam a serem encontrados em pequenos grupos de 5 a 10 indivíduos.

Elfos-do-mar, suhuagins, tritões e outros povos marinhos usam a serra como lâmina para espadas rústicas.

Selako-Serra [ND 1]:
Animal 3, Médio, Neutro.
Iniciativa +3, Sentidos: Percepção +7, faro aprimorado.
Classe de Armadura: 15 (+1 níveis, +2 Des +2 natural).
Pontos de Vida: 15.
Resistências: Fort +4, Ref +5, Von +2.
Deslocamento: Natação 18m.
Ataques corpo-a-corpo: mordida +4 (1d6+2), serra +4 (1d6+2).
Habilidades: For 13, Des 15, Con 13, Int 1, Sab 12, Car 2.
Perícias: Furtividade +8, Percepção +7.
Talentos: Fortitude Maior, Reflexos Rápidos, Acuidade com Arma (mordida e serra).
Investida com serra: Ao fazer um ataque de investida com sua serra, o dano desta é triplicado. A serra tem 50% de chance de ficar presa no corpo da vítima, prendendo o peixe também (como se ele tivesse sido agarrado pela vítima). O selako pode tentar arrancar a serra no turno seguinte (teste de Força, CD 10), caso consiga, causa +1d6 de danona vítima.
Faro Aprimorado: O selako-serra recebe +6 em testes de Sobrevivência para rastrear por Faro, detecta automaticamente a presença de criaturas a 18m, e detecta sangue a 1Km.
Tesouro: nenhum. Mas a serra é cobiçada por povos-marinhos, que podem querer negociar por ela (geralmente por escambo). Nestes casos, a serra costuma valer o equivalente a 6 TP.

Selako Grande (ND 3)

Existem selakos dos mais diversos tamanhos, mas os menores representam pouco perigo, são os maiores e mais violentos que causam preocupação aos viajantes dos mares. Com sua poderosa mandíbula estas feras podem estraçalhar uma vítima em segundos.

Os dentes destes selakos são usados na produção de armas por povos-marinhos ou por khubarianos e outros povos costeiros. A espada serrada de dentes de selako é a mais comum destas armas.

Selako Grande [ND 3]:
Animal 6, Grande, Neutro.
Iniciativa +11, Sentidos: Percepção +10, faro aprimorado.
Classe de Armadura: 16 (+3 níveis, -1 tamanho, +2 Des +2 natural).
Pontos de Vida: 36.
Resistências: Fort +6, Ref +7, Von +4.
Deslocamento: Natação 18m.
Ataques corpo-a-corpo: mordida +7 (1d8+6).
Habilidades: For 17, Des 15, Con 13, Int 1, Sab 12, Car 2.
Perícias: Iniciativa +11, Percepção +10.
Talentos: Fortitude Maior, Reflexos Rápidos, Foco em Arma (mordida), Vitalidade.
Agarrar Aprimorado: Se o selako acertar um ataque de mordida poderá fazer a manobra agarrar (+11) como uma ação livre.
Faro Aprimorado: O selako recebe +6 em testes de Sobrevivência para rastrear por Faro, detecta automaticamente a presença de criaturas a 18m, e detecta sangue a 2Km.
Tesouro: nenhum. Selakos muitas vezes devoram objetos de suas vítimas, que podem ser retirados abrindo o estômago do animal. Neste caso, custuma haver 1/2 tesouro padrão equivalente a ouro e gemas e pérolas, normalmente. As feras podem ser vendidas como pescado em Khubar por ~6 TP.

Abra o bocão!

Selako Atroz (ND 9)

Também conhecidos como megalodontes, estes são os selakos mais perigosos de todos. Habitam principalmente o entorno de Galrasia, mas podem ser encontrados em outros mares também, embora mais raramente. Alguns acadêmicos acreditam que os cardumes de megalodontes fora de Galrasia realziam grandes viagens pelo Oceano, levando alguns anos para retornarem a um mar que já visitaram. Isso ocorre porque eles simplesmente acabam com todos os peixes de uma região.

Selako Atroz [ND 9]:
Animal 15, Enorme, Neutro.
Iniciativa +9, Sentidos: Percepção +19, faro aprimorado.
Classe de Armadura: 22 (+7 níveis, -2 tamanho, +2 Des +5 natural).
Pontos de Vida: 90.
Resistências: Fort +10, Ref +11, Von +8.
Deslocamento: Natação 18m.
Ataques corpo-a-corpo: mordida +18 (2d8+16).
Habilidades: For 28, Des 15, Con 17, Int 1, Sab 12, Car 8.
Talentos: Fortitude Maior, Reflexos Rápidos, Foco em Arma (mordida), Vitalidade.
Agarrar Aprimorado: Se o selako acertar um ataque de mordida poderá fazer a manobra agarrar (+25) como uma ação livre. Caso prenda a criatura, poderá engoli-la.
Engolir: O selako atroz pode tentar engolir uma criatura de tamanho grande ou inferior com um teste de agarrar bem sucedido. Dentro do monstro a vítima sofre 1d8+8 de dano por esmagamento e 1d8 de dano por ácido a cada rodada. Uma vítima engolida pode tentar abrir caminho para se libertar usando armas de corte ou perfuração de tamanho pequeno (ou armas naturais), devendo causar um total de 25 de dano para sair. Ferido deste jeito, o selako estará sangrando (Tormentão, pg. 229). Megalodontes podem engolir uma criatura de tamanho grande, ou duas criaturas de tamanho médio, ou quatro pequenas e assim por diante.
Faro Aprimorado: O selako recebe +6 em testes de Sobrevivência para rastrear por Faro, detecta automaticamente a presença de criaturas a 18m, e detecta sangue a 2Km.
Tesouro: padrão. Megalodontes devoram objetos de suas vítimas e navios, que podem ser retirados abrindo o estômago do animal.

Megalodonte caçando no Mar Negro.

Nova arma:

Espada koa khubariana

Espada Koa: Produzida por khubarianos e outros povos iléus, esta arma exótica é um bastão de madeira bem trabalhada, com uma fileira de dentes de tubarão presas por toda sua extensão. Embora possa cortar menos que uma espada de aço, as espadas koas são melhores em dilacerar vítimas, causando grandes estragos.

Ao atingir um inimigo com esta espada, existe 50% de chance do ataque causar sangramento (Tormentão, pg.229), caso a vítima seja imune a sangramentos, ainda existe 50% de chance dela receber +1d4 de dano extra pelo poder dilacerador do ataque.

Uma vítima sangrando pode ter a hemorragia estancada com um teste de Cura (CD 10+dano causado pelo ataque).

Espada Koa: Arma exótica corpo-a-corpo de uma mão (tamanho médio) obra-prima; custo: 310 TO; Dano 1d6 (Corte) /Especial; Decisivo: 19-20/x2; Peso:1,5kg.

As imagens usadas neste post pertencem ao poster do filme Tubarão (Jaws, 1975, dirigido por Steve Spielberg), a Paizo, ao artista Don Varner (megalodonte) e a Tiki Masters (loja que vende a espada koa).

Sobre Edu Guimarães
Mestra RPG desde os 10 anos e nunca mais parou. Tormenta foi seu 1º cenário de fantasia medieval, e desde então, seu favorito. É nerd, biólogo e Leal e Bom.

4 Responses to Bestiário: Selako

  1. E a ficha do Tutubarão que toca guitarra numa banda com um Polvo na bateria? Vai fazer não? D:

  2. legal… Mas o tutubarão poderia ser ncontrado hein http://knightofhammer.blogspot.com/2010/10/licantropos-de-arton.html
    acho que é o que mais se enquadra.
    Alem de que os icantropos homem-selakos tem tudo a haver com esse post.

  3. Por sinal, agora notei que os PV do megalodonte estão errados. Era pra ser 120[ 15×4(60, níveis de animal) + 15×3(45, mod de Con por nível) + 15(talento vitalidade) ].

    E na descrição do Engolir, quando uma criatura engolida tenta abrir o caminho para fora, substitui “usando armas de corte ou perfuração de tamanho pequeno (ou armas naturais)” por “usando armas LEVES de corte ou perfuração (ou armas naturais)”. Quem não está familiarizado com o engolir do D20 pode achar que você tem que usar armas de TAMANHO pequeno, o que pode complicar as coisas…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: