Calendário Artoniano: Dia do Balão

Mais um post para a Iniciativa Tormenta RPG desta quinzena. Hoje vamos comemorar o 12/12, Dia do Balão (ou do Baloeiro). E nada melhor do que regras para criar seu próprio balão, além de alguns modelos prontos e regras para pilotagem dos mesmos. Não adaptei a velha CdP Baloeiro Goblin, por achá-la pouco útil, se você deseja jogar com um bom goblin baloeiro, aconselho usar os talentos descritos no post Talentos Raciais para Goblins.

12 sob Aurea, O Dia do Balão

Todo ano milhares de goblins se reúnem em Valkária para participar de um grande festival de balões de ar quente, muitos vindo de reinos distantes. O céu sob a deusa de pedra fica infestado de balões das mais diversas cores e formatos: como formato de goblin, dragão, banana, cogumelo, etc. Segundo o Centro de Estatísticas da Biblioteca Real, este é o dia em que mais ocorre mortes de goblins no Reinado, e muitos especialistas consideram o Dia do Balão um método de controle populacional goblin.

O festival vai além das exibições de balões, com diversas competições e concursos, desde o balão alegórico mais interessante (não necessariamente o mais bonito ou eficiente), até provas de corrida de balão, bombardeios, e provas de altitude máxima alcançada. Existe certa rivalidade entre muitos baloeiros (ou “guildas” de baloeiros), e sabotagens são comuns.

Para o resto da população de Valkária, é um dia estranho. Muitos balões são bonitos, mas há muitos com formatos bizarros ou ofensivos (como o famoso balão de virilha de gigante que chocou a população em 1403). As competições de arremesso de granadas e bombardeio de esterco muitas vezes erram os alvos, acertando outros lugares por acidente (motivo pela qual foram proibidas em 1398, mas os goblins continuam a realizá-las). E ainda há as dezenas de balões que caem, a maioria de forma inocente, mas alguns explodindo e atingindo construções. Enfim, ao mesmo tempo que atraí turistas, é um dia de preocupação constante e dores de cabeça para a milícia da cidade.

Já houve tentativas de proibir o festival, mas sempre fracassaram, já que os goblins podem esconder e montar seus balões facilmente, ou fazê-los nos arredores da cidade e voar até lá. Por este motivo, o antigo Imperador-Rei Thormy liberou o festival desde que os goblins seguissem certas regras (como locais específicos de pouso ou de realização de provas), minimizando os danos.

Este ano (1410) o festival promete ser o maior já realizado, e há rumores de que o mestre baloeiro Dumon está preparando um balão em homenagem a Kallyadranoch, com 6 cabeças de dragões movidas por engenhocas e que cospiriam o sopro dos dragões! Os arqui-rivais de Dumon, os irmãos Wrigh, prometem um super-balão no formato da cabeça de Mestre Arsenal que soltará luzes por seus olhos e terá uma engenhoca que falará como o antigo sumo-sacerdote de Keen (ou seja, em letras maiúsculas, hehe :-D).

Regras para Balões:

Construir, consertar e pilotar balões exigem treinamento na perícia Ofício (baloeiro). As regras para balões foram adaptadas das regras para navios do Piratas&Pistoleiros.

Tamanho e Estrutura:

Tamanho: O tamanho de um balão de ar quente varia de Grande (os mais comuns) a Colossal, e define sua tripulação, deslocamento, CA, PV e armamento. Além disso, de acordo com o tamanho do balão seu piloto sofre penalidades nos testes de ofício (baloeiro): Enorme (-2), Descomunal (-4) e Colossal (-8).

Tripulação: todo balão precisa de pelo menos um ou mais tripulantes para funcionar, de acordo com o seu tamanho. Um piloto manobrando uma embarcação com a tripulação abaixo do total sofre -4 de penalidade em testes de Ofício (baloeiro). Não é possível manobrar um balão com tripulação abaixo da mínima.

Qualidade da tripulação: É necessário possuir uma tripulação mínima onde todos tenham a perícia Ofício (baloeiro). Caso isso não seja possível, o piloto recebe -2 em seus testes de Ofício (baloeiro) para pilotar o balão.

Deslocamento: A maioria dos balões vôa como uma criatura voadora lenta de tamanho grande o maior (18m).

Classe de Armadura (CA): Balões costumam a serem alvos fáceis, sua CA é 10 + modificador de tamanho. Um piloto manobrando adiciona seu modificador de Destreza a CA do balão.

Pontos de Vida: Variam de acordo com o tamanho (vide tabela).

Armamentos: balões de tamanho Grande não carregam armamento, embora possam armazenar granadas que são arremessadas pelos tripulantes. Balões maiores tem certo número de espaços para balestras ou canhões em seu convés, balestras ocupam um espaço cada, e canhões ocupam dois espaços (vide tabela).

Balões de Ar Quente
Tamanho Tripulação Mín. Tripulação Máx. Desl. vôo CA PV Armamentos Preço
Grande 1 3 18m 9 40 50 TO
Enorme 1 6 18m 8 80 2 espaços 100 TO
Descomunal 5 20 18m 6 120 6 espaços 1000 TO
Colossal 15 60 18m 2 160 12 espaços 10.000 TO

Pilotagem e Combate:

Dia do Balão em Valkária

Manobrar um balão exige testes da perícia Oficio (baloeiro). A CD varia: 15 para tempo calmo, 20 para ventanias, 25 para tempestades e furacões e 30 para nevascas. Este teste recebe penalidades conforme o tamanho do balão e qualidade da tripulação.

Iniciativa: O balão se movimenta durante a ação de seu piloto, ou no fim da rodada, se não houver ninguém pilotando (o balão está “ao vento”).

Dano no balão: Qualquer dano que o balão sofra resulta em um vazamento de ar quente, fazendo o balão perder a mesma quantidade de dano recebido a cada rodada subseqüente. Remendar um vazamento em pleno vôo exige um teste de Ofício (baloeiro) com CD igual a 10 + dano sofrido.

Ao contrário do que pode parecer, quedas de balão raramente são fatais. Ao receber qualquer dano o balão começa a perder ar lentamente, perdendo 18m de altitude a cada turno, até chegar ao solo de forma razoavelmente segura. Cada ocupante deve fazer um teste de Reflexos (CD 10), os que falharem recebem 1d6 de dano. A situação só fica perigosa quando o balão perde mais da metade de seus PV, neste caso ele perderá ar rapidamente, caindo com violência, e os ocupantes sofrem dano normal pela queda, dependendo da altura (vide Tormentão, pg. 228).

Um balão que perca todos os seus PV é destruído e não pode ser consertado.

Manobras: manobrar um balão é uma ação de movimento. Com um teste bem sucedido, o piloto pode parar o balão ou movê-lo até seu deslocamento máximo (para qualquer direção), uma vez por rodada. Se o piloto não gastar nenhuma ação de movimento para manobrar, o balão continua se movimentando no mesmo sentido e velocidade da rodada anterior (mas não ganha ou perde altitude).

O baloeiro também pode usar uma ação de rodada completa para manobrar o balão de forma defensiva, substituindo a CA normal do balão por um teste de Ofício (baloeiro), com os modificadores de tamanho do balão e qualidade da tripulação influenciando o teste.

Personagens no balão: Quando um balão sofre dano, todos os tripulantes devem fazer um teste de Acrobacia (CD = dano recebido) para não caírem no chão do convés. É possível caminhar por sobre o balão de ar, mas tal feito conta como deslocamento difícil, e exige um teste de Atletismo CD 15, ou o personagem ficará prostado junto ao balão. Caso a diferença da rolagem seja maior que 5, o personagem cai do balão.

Armamentos:

Balestra: Basicamente um tipo de besta gigante, a balestra fica instalada sob uma torre giratória no convés do cesto do balão e dispara um grande arpão. Por ser uma arma Enorme, atiradores sofrem uma penalidade  de -4 nas jogadas de ataque para cada categoria de tamanho menor (-4 para personagens Grandes, -8 para Médios e -12 para pequenos). O talento Usar Armas de Cerco, reduz esta penalidade para -2 por categoria de tamanho a menos.

Disparar uma balestra exige uma ação de rodada completa. Recarregá-la exige duas ações de rodada completa (ou apenas uma ação de rodada completa para personagens de tamanho Grande ou maior).

Canhão: Assim como a balestra, o canhão é uma arma enorme, de forma que atiradores recebem penalidades de -4 nas jogadas de ataque para cada categoria de tamanho menor (-4 para personagens Grandes, -8 para Médios e -12 para pequenos). O talento Usar Arma Exótica (canhões) reduz esta penalidade para -2 por categoria de tamanho a menos.

Disparar um canhão exige uma ação de rodada completa. Recarregá-lo exige duas pessoas e três ações de rodada completa.

Armas Exóticas Preço Dano Critico Distancia Peso Tipo
Balestra 500 TO 5d8 19-20 45m 150 kg Perfuração
-Munição 20 TO 10 kg
Canhão 2.000 TO 5d12 x3 60 250 kg Esmagamento
-Munição 200 TO 50 kg

Construindo e Reparando:

Construir um balão segue as mesmas regras descritas na perícia Ofícios – Fabricar Itens (Tormentão, pg.88).

Consertar um balão exige um teste em Ofícios (baloeiro) CD 10, e custa 1 TO para cada 2 PV recuperados, consumindo 1 dia de trabalho para cada 10 PV recuperados. Vários baloeiros podem trabalhar num mesmo balão para acelerar o processo.

É possível adicionar modificações ao balão, melhorando-o:

  • Aumentar o deslocamento em 3m (500 TO), até um máximo de 6m (1.000 TO)
  • Aumentar os pontos de vida em 5 pontos (200 TO), até um máximo de 25 pontos (1.000 TO).
  • Usar um couro mais resistente, dando +1 de bônus de melhoria na CA do balão (200 TO), até um máximo de +5 (1.000 TO)
  • Aumentar o número de espaços para armamento (2.000 TO para cada espaço), até um máximo de 4 espaços extras (8.000 TO)
  • Aumentar a capacidade de tripulantes, mas neste caso você perde 1 espaço para armamento para cada  tripulante extra, até não possuir mais espaço para armamentos.

Balões Mais Comuns:

Balão Pequeno: o primeiro tipo de balão de ar quente criado, e também o mais simples. Nele cabem até 3 goblins. Usado em viagens mais curtas.

Balão Grande; tripulação mín. 1; máx. 4; Desl. vôo 18m; CA 9; 40 PV; Custo: 50 TO; preço da viagem: ~10 T$ /passageiro.

Balão Vectora: o clássico balão goblin que transporta passageiros para Vectora, cidade das nuvens, ideal se você tiver pouco dinheiro e muita coragem. Este balão tenta aproveitar o máximo possível de espaço apra passageiros, não carregando armamentos ou outros tipos de carga.

Balão Enorme; tripulação mín. 1; máx: 8; Desl. vôo 18m; CA 8; 80 PV; Custo: 100 TO; preço da viagem: ~50 T$ /passageiro.

Balão Lupino: Este balão possui forma mais ovalada e um cesto em forma de uma náu, sendo mais aerodinâmico. É o balão favorito para muitos aventureiros que desejam viajar voando por um preço módico. Custuma vir equipado com armas e seus baloeiros costumam ser os mais audazes e desmiolados entre os goblins.

Balão Enorme, tripulação mín. 1; máx: 6; Desl. vôo 21m; CA 8; 80 PV; armamentos: 1 canhão; Custo 600 TO; preço da viagem: ~5 TO /passageiro.

Mega-balão Vectora: A versão maior do balão vectora, pode carregar até 25 passageiros. São mais difíceis de pilotar e por vezes estão lotados, sendo o tipo de balão com maior número de quedas. Por ser caro de produzir, poucos goblins os produzem. Omega balão costuma a ter formato ovalado ou ser formado por 3 ou 3 balões esféricos fusionados.

Balão Descomunal; tripulação mín. 5; máx. 26; Desl. vôo 18m; CA 6; 120 PV; armamentos: nenhum; Custo: 1.000 TO;  preço da viagem: ~50 T$ /passageiro.

Aero-vela: A aero-vela é um grande balão ovalado com cesto em forma de  barco, com algumas velas que permitem maior manobrabilidade e velocidade. O balão também é reforçado para aguentar mais danos. Poucos goblins os produzem, geralmente a serviço de grupos de aventureiros.

Balão Descomunal; tripulação mín. 5; máx: 20; Desl. vôo 24m; CA 8; 140 PV; armamentos: 2 canhões e 2 balestras; Custo: 3.200 TO; preço da viagem: ~25 TO /passageiro.

Zeppelin: Idealizado pelos goblins Zehppo, Pelka e Kellin, é um balão colossal semelhante a aero-vela, mas com uma estranha engenhoca a vapor na popa (chamada “motor”) com uma hélice que gira dando maior velocidade e estabilidade ao balão. O zeppelin existe apenas nos sonhos e projetos de alguns baloeiros e engenhoqueiros goblins, todas as tentativas de criá-lo até o momento foram fracassadas, embora existam boatos de que o lendário inventor Leókk esteja terminando de construir um, e que ele já teria sido capaz de voar sob as Montanhas Sanguinárias uma vez.

Balão colossal; tripulação mín. 15; máx. 60; Desl. vôo: 24m; CA 5; 200PV; armamentos: 8 canhões; Custo: 20.800 TO.

Zeppelin

A imagem de abertura é propriedade da Wizards of the Coast e pertence ao card de Magic, The Gathering: Goblin Balloon Brigade. As imagens internas são propriedade da Jambô Editora e da Blizzard.

Sobre Edu Guimarães
Mestra RPG desde os 10 anos e nunca mais parou. Tormenta foi seu 1º cenário de fantasia medieval, e desde então, seu favorito. É nerd, biólogo e Leal e Bom.

9 Responses to Calendário Artoniano: Dia do Balão

  1. fernando brauner diz:

    muito bom o material

  2. Macus diz:

    Ótima referência a Dumont e os irmão Wright!

  3. Di Benedetto diz:

    Cara, na moral não tive tempo de ler tudo. Mas parece um copêndio sobre dirigivéis!

    Bom material pra campanha.

  4. Alguém andou lendo o Piratas e Pistoleiros denovo😄

    E por sinal… SÓ EU sei que o nome do deus da guerra tem DOIS N? Qualquer dia desse, Keenn vai no cartório do Panteão mudar o próprio nome >>

    Cyaz

  5. fernando brauner diz:


    um balão goblim?

    ps. pow cs pararam de comentar no meu blog que feio

  6. fernando brauner diz:

    tenho postado pouco por que to em final de ano letivo, assim cheio de trablhos com a pos graduação e cheio de trabalho com meus alunos
    professor sofre

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: