Nova Tamu-ra: Vanara (Homens-Macaco)

Começando com o novo tema da Iniciativa TRPG, o tema da quinzena é Reconstrução de Tamu-ra, pois bem, trouxe desta vez a adaptação de uma raça que escutei o nome pela primeira vez na Revista Tormenta nº 08, na descrição de Sora, Plano Divino de Lin-Wu e um tempo depois no suplemento Aventuras Orientais lançado pela Devir. Na Parte de traços raciais tive uma grande ajuda do Edu (Obrigado Edu!). Sem mais enrolação, vamos ao que interessa.

Vanara

Os Vanaras são uma raça de humanoides parecidos com macacos, possuem corações valentes e mentes curiosas.

Personalidade. Os Vanara são na grande maioria curiosos, curiosidade estas que lhe dão o titulo de infantis e irritantes pelas demais raças. Mesmo os tamurianos achando eles um alvo de diversão e que na grande maioria não respeitam as tradições sociais, os respeitam, pois quase todo membro desta raça são seres bondosos. Sua curiosidade é tanta que frequentemente molestam pessoas com varias perguntas, às vezes muito pessoais, apanham objetos para examina-los, abrem porta para ver onde levam, exploram lugares onde o senso de propriedade dos humanos e a ordem exigiria que eles não entrassem. São muito francos, nunca expressando uma opinião negativa em termos gentis ou escondendo seus reais sentimentos.  Ao mesmo tempo, são incrivelmente leais, bastante corajosos quando a situação requer e genuinamente amáveis.

Aparencia. São um pouco mais baixos que os humanos, medindo entre 1,35 m e 1,65 m e pesando entre 45 e 70 Kg. Seus corpos são cobertos com pelos finos, do branco ao azul claro ou do castanho ao preto. Seus rostos são distintamente parecidos com os de macacos, com focinhos protuberantes, bochechas peludas e bocas largas sem lábios.  Possuem cauda longa e semipreênseis, com dedos opositores nas mãos e nos pés longos, e orelhas grandes. Seus braços, pernas e torsos são proporcionalmente iguais aos humanos.

Relações. Aficionados pelos humanos, os vanaras os admiram e respeitam seu poder, mas riem silenciosamente do seu enfadonho conservadorismo. Da mesma forma, vivem bem com outras raças de tendência bondosa – pelo menos, enquanto estas conseguem tolerá-los. Contudo, eles abominam o mal, e sua opinião sobre uma raça inteira pode ser formada por sua experiência com um único indivíduo maligno.

Tendência. Os vanaras são seres fortemente Caóticos, mas igualmente Bons. Eles demonstraram pouco ou nenhum respeito pelas tradições sociais ou códigos de disciplina – regras sem propósitos que eles consigam entender – e odeiam a tirania e a opressão. Sua única concessão à ordem social e sua aceitação aos sistemas de castas.

Terras dos Vanara. Habitavam Tamu-ra antes da destruição pela Tormenta e também Sora, o Plano Divino de Lin-Wu. Com a reconstrução de Tamu-ra já foram registradas algumas comunidades, não se sabe ao certo como uma raça que até pouco tempo atrás estavam habitando apenas o plano de Lin-Wu voltou a aparecer em Tamu-ra. Suas comunidades são sempre em florestas densas e montanhas altas, suas aldeias e casas são construídas de modo que não causem um impacto mínimo no meio ambiente. Reúnem-se em “clãs” livres, mas não mantém registros de parentescos, então, “clã” é um termo bem alheio às suas associações. Subsistem principalmente da caça e da coleta, em vez de cultivar a terra, Raramente entram em contato com outras raças e não as procuram.

Religião. Reverenciam o Grande Espirito da Natureza (aspecto de Allihanna). Os que conseguem ser leais são devotos de Lin-Wu, também há rumores da existência de um deus-menor vanara, que segundo as lendas vive na Fortaleza Takayama, no plano de Lin-wu. Os grandes espíritos são reverenciados com uma devoção pessoal profunda, e recebem preces e canções diariamente.

Nomes. Um vanara recebe um nome no período de uma semana após o nascimento, assim que os pais observam algum sinal ou agouro que sugira um nome apropriado para a criação. O vanara conserva este nome por toda vida e considera vergonhoso usar qualquer outro nome, como apelido ou título. Exemplos: Amanu, Khanu, Vindu, Kiri, Ghuna, Tani.

Aventuras. A chegada de um humano ou um membro de outra raça em uma comunidade vanara cria uma “erupção” de aventureiros vanara, como vanaras jovens – curiosos sobre a sociedade estrangeira do visitante – que se aventuram para aprender sobre o mundo. Os aventureiros vanara frequentemente se juntam aos humanos, seguindo-os com trementa lealadade e devoção.

 

Monge Vanara

  • +4 Destreza, +2 Força, -2 Sabedoria. Vanaras ágeis e fortes, porem sua curiosidade os tornam um tanto ingênuos.
  • Visão na Penumbra. Um vanara ignora camuflagem (mas não camuflagem total) por escuridão. Eles podem ver duas vezes mais longe que os humanos em condições de pouca iluminação, como luz das estrelas e tochas.
  • Cauda Manipuladora. Você pode usar a cauda para fazer qualquer coisa que faria com uma mão: apanhar objeto, segurar uma tocha, abrir uma porta… Coisas assim. Voce pode segurar uma arma ou escudo, mas não pode manejá-lo de forma eficiente para receber seus benefícios (ou seja, não pode fazer ataques e nem receber bônus na CA por escudo).
  • + 4 nos testes de pericias Acrobacia e Atletismo. Os vanaras são ágeis e atléticos, e vivem escalando, saltando e balançando em arvores.
  • Vanaras recebem Acrobacia Audaz como talento adicional.
  • Vanaras são exímios guerreiros na utilização de Bordões e Luta Desarmada. Vanaras devem escolher entre Foco em Arma (Bordão) ou Ataque Desarmado Aprimorado como um Talento adicional.
3D&T: [2 pontos]
Grupo Racial: Humanóide 

Habilidade +1. Vanaras são inteligentes e inquisitivos.
Visão Aguçada. Vanaras têm olhos aguçados e podem ver no escuro com perfeição, mas não na escuridão total: deve existir uma iluminação mínima, por menor que seja.
Arena. Por viverem em Florestas e Montanhas escalando, saltando e balançando em arvores, podem escolher entre Montanhas ou Floresta.

 

Novos Talentos

Ataque Desarmado Superior [Combate]

Seus golpes desarmados se tornaram mais letais, permitindo que você atinja seus adversários nas suas áreas mais vulneráveis.

Pré-requisitos: Ataque Desarmado Aprimorado, bônus base de ataque +3.

Benéficos: você causa mais dano com seus ataques desarmados como mostrado na tabela abaixo:

Nível de personagem Dano desarmado
1d4
4°–7 ° 1d6
8°–11° 1d8
12°–15° 1d10
16°–20° 2d6

Especial: se você for um monge, ao invés do benefício acima, você causará dano desarmado como se fosse um monge 4 níveis superior.

Cauda Ágil [Racial]

Você pode usar a cauda para realizar manobras acrobáticas.

Pré-requisitos: Vanara

Beneficio: Você recebe +2 de bônus em testes de Acrobacia e Atletismo usando a cauda.

Combater com a Cauda [Racial]

Você pode usar a cauda para manejar uma arma.

Pré-requisitos: Vanara, Acuidade com Arma, bônus base de ataque +3.

Benefício: Um vanara pode realizar um ataque adicional por rodada com uma arma leve que esteja sendo manejada pela cauda, mas provoca uma penalidade de -4 em todos os ataques (incluindo este). A cauda é considerada uma mão inábil e não recebe os benefícios de Combater com Duas Armas, mas conta como uma Arma Natural para a aquisição do talento Ataques Multiplos.

Rei Macaco impressionado com os Talentos Raciais! ... Nem tanto, vai.

A imagem usada na abertura é propriedade de Angga Satriohadi, a imagem representanto o Monge Vanara é de propriedade dea DaniasH e por ultimo a imagem do Rei Macaco, pertencem a Jet Li e ao Filme O Reino Proibido.

Sobre Renan "Slay" Cação
Monge descendente de Dragões Tamurianos e Youkais, jogador de RPG a quase 10 anos, fã de Tormenta, mestre Pokémon, Nerd assumido, sonha em ser o Rei dos Piratas nas horas vagas.

10 Responses to Nova Tamu-ra: Vanara (Homens-Macaco)

  1. Opa, gostei do tema sobre reconstrução de Tamu-Ra e ficou bem legal a raça Vanara. Dariam como bons “mascotes” em um grupo de aventureiros.

  2. HA! Enquanto eu lia, fiquei pensando “pô, esse deus menor vanara podia ser o goku(rei macaco) do forbidden kingdom!” e ao ler os traços raciais “Pô, ele podiam aprender a usar a calda pra usar uma varinha ou coisa do tipo”. E no final tem tudo isso😄 Muito bom! Vidência iminente ftw!
    Bom trabalho Slay Nome-de-Embarcação(Bom nome pra um lefou ein? XD)!
    Cyaz!

  3. Edu Guimarães diz:

    Quanto ao talentos: acho que Combater com a Cauda deveria ter Acuidade com Arma como pré-requisito.

    Good Job😀 Superou minhas espectativas de quando estávamos discutindo os traços raciais😀

  4. Shamassu diz:

    Uau, gostei demais! FIcou um artigo muito sólido e equilibrado, tá de parabéns. E concordo com seus poderes psíquicos apresentados pelo Quaresma, porque ontem mesmo eu estava falando com um jogador sobre o Ataque Desarmado Superior! Ahaahahah

    Colocou o nível pra Nova Tamu-Ra lá em cima, hora de arregaçar as mangas e trabalhar!

  5. Di Benedetto diz:

    Os posts do Slay tão fodas! (Fodas no sentido de bom. Geralmente eu entendo “foda” como uma coisa boa… ou deveria ser hehe…)

    A têndencia Caótica e Boa da raça dá um contrastate legal com os tamurianos que são leais e não acreditam em “bem” e “mal”. Tem um ganhco interessante pra eles se tornarem aventureiros, e os talentos de combate desarmado superior e de combater com a cauda são interessantes.

    Só não entendi do que as sobrevivem as comunidades da raça “materializadas” na Tamu-ra pós tormenta. Se eles se sustenrtam através da caça e da agricultura haja druida épico pra reflorestar a parada…😄

  6. Di Benedetto diz:

    *** Desculpas pelos inúmeros erros de digitação e escrita no post anterior. Vou começar a jogar no Word os meus comentários de blog, antes de enviar… XDDDDDDDDDDDDDDDD

  7. Obrigado pelos Coments pessoal.
    Quaresma e Shamasshu eu ainda não adquiri poderes psiônicos xD
    Quanto aos traços esta assim graças à ajuda do Edu. Os Talentos desde que vi a raça no Oriental Adventures me lembrei dos malabares do Goku com a calda, e depois também em outros filmes baseados no conto Viagem ao Oeste com o Rei Macaco fazendo suas travessuras. Porem no Livro Oriental Adventures não havia nenhuma habilidade que simulasse esses feitos, ai lembrei que as Nagahs possuíam habilidades similares e adaptei. E o Ataque Desarmado Superior estava querendo postar ele faz certo tempo já, mas nunca achava oportunidade. Fico feliz que tenham gostado😀
    Di Benneto adaptei a raça pensando mais em alguns migrando de Sora, ou sobreviventes que viviam em algum lugar e os mesmos por viverem em comunhão com a natureza poderiam ajudar na reconstituição da vegetação local. E também uso a palavra “Foda” neste sentido valeu mesmo.
    Vou também aproveitar o tema e finalmente finalizar uma raça que a tempos venho prometendo a mim mesmo terminar entre outros temas que tenho borbulhando em minha cabeça.

  8. nathan diz:

    podia fazer um homem meio lobo.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: